Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 2.9/5 (773 votos)




ONLINE
1





Partilhe esta Página


ENTOMOLOGIA-Pragas Urbanas - By Bill Andersen
ENTOMOLOGIA-Pragas Urbanas - By Bill Andersen

ENTOMOLOGIA-Enciclopédia de Pragas Urbanas-by Bill Andersen.

INSETOS - Enciclopedia de Pragas Urbanas Bill Andersen 2018. 

 Anatomia de um Inseto

A- Cabeça   B- tórax   C- Abdome

  1. antena 2. ocelo (inferior) 3. ocelo (xanerior) 4. olho composto 5. cérebro (gânglios cerebrais) 6. protórax 7. artéria dorsal 8. tubos traqueais e espiráculos 9. mesotórax 10. metatórax 11. asa (1ª) 12. asa (2ª) 13. intestino médio (mesêntero) 14. coração 15. ovário 16. intestino posterior (proctodeo) 17. ânus 18. vagina 19. gânglios abdominais 20. túbulos de Malpighi 21. tarsômero 22. garras tarsais 23. tarso 24. tíbia 25. fémur 26. trocanter 27. intestino anterior (estomodeo) 28. gânglios torácicos 29. coxa 30. glândula salivar 31. gânglio sub-esofágico 32. peças bucais.  

Frequentemente recebo solicitações de pessoas e clientes, através dos muitos canais que disponibilizo para consultas, tais como: 

- Tudo Sobre Pragas Urbanas - Pergunte ao Bill!

www.tudosobrepragasurbanas.com.br

www.tudosobrepragas.wordpress.com

www.billandersenespecialistapragasurbanas.wordpress.com

www.doutordaspragasurbanasbillandersen.wordpress.com

www.ddasa.com.br  -  Grupo ASA 20 Anos! 

 

Muitas pessoas me enviam exemplares ou até mesmo algumas fotos, através do meu What’s App (11-97015-1919), para que eu possa identificar algumas espécies de insetos, todavia só posso identificar, caso as fotos estejam com ótimo grau de nitidez, todavia existem algumas espécies que são difíceis de serem identificadas, porquanto o profissional qualificado para essa tarefa, é denominado “ENTOMOLOGISTA” que estuda especificamente essa matéria, tendo em vista que o mundo dos insetos é composto por cerca de 5 a 10 Milhões de espécies de insetos diferentes. 

Os insetos (AO 1945: insectos) são invertebrados com exoesqueleto quitinoso, corpo dividido em três tagmas (cabeça, tórax e abdómen), três pares de patas articuladas, olhos compostos e duas antenas. Seu nome vem do latim insectum. Pertencem à classe Insecta e compõem o maior e mais largamente distribuído grupo de animais do filo Arthropoda e, consequentemente, dentre todos os animais. 

Os insetos são o grupo de animais mais diversificado existente na Terra. Embora não haja um consenso entre os entomologistas, estima-se que existam de 5 a 10 milhões de espécies diferentes, sendo que quase 1 milhão destas espécies já foram catalogadas. Os insectos podem ser encontrados em quase todos os ecossistemas do planeta, mas só um pequeno número de espécies se adaptaram à vida nos oceanos. Existem aproximadamente 5 mil espécies de Odonata (libelinhas), 20 mil de Orthoptera (gafanhotos e grilos), 170 mil de Lepidópteros (borboletas e mariposas), 120 mil de Dípteros (moscas), 82 mil de Hemipteros (percevejos e afídeos), 350 mil de coleópteros (besouros) e 110 mil de Hymenópteros (abelhas, vespas e formigas). 

Alguns grupos menores, com uma anatomia semelhante, como os colêmbolos, eram agrupados com os insectos no grupo Hexapoda, mas atualmente seguem um grupo parafilético Ellipura, tendo discussões filogenéticas relevantes no campo da biologia comparativa. Os verdadeiros insectos distinguem-se dos outros artrópodes por serem ectognatas, ou seja, com as peças bucais externas e por terem onze segmentos abdominais e principalmente pela presença do Órgão de Johnston.

Muitos artrópodes terrestres, como as centopeias, mil-pés, escorpiões, aranhas, como também microartrópodes colêmbolos são muitas vezes considerados erroneamente insetos. 

Queridos Visitantes e Leitores, a Entomologia é a especialidade da biologia que estuda os insetos sob todos os seus aspectos e relações com o homem, as plantas, os animais e o meio-ambiente. A palavra Entomologia é proveniente da união de dois radicais gregos, entomon (inseto) e logos (estudo) e vem sendo empregada desde Aristóteles (384-322 a.C.) para designar “estudo dos insetos”. 

Saibam que Entomologia é uma palavra que vem do idioma grego antigo. Éntomom significa inseto e é derivado do radical entomos, que significa cortado, dividido. A maioria dos insetos apresenta o corpo dividido em numerosos anéis ou segmentos. Logos significa fala, discurso, estudo de algo. Sendo assim Entomologia significa estudo dos insetos. Inseto é outra palavra, derivada do latim Animale insectum, significa animal segmentado. 

Bem, as coleções científicas formadas por insetos são chamadas entomológicas. Nestes acervos encontram-se armazenados, ordenados e preservados espécimes ou estruturas de espécimes mortos para pesquisas.

Saibam que as coleções são importantes registros da existência de espécies no tempo e no espaço, sendo também repositórios dos espécimes-tipo, os quais são imprescindíveis para a identificação correta de exemplares. Atividades como a manutenção, preservação e desenvolvimento de acervos científicos são indispensáveis e não podem ser interrompidas. As coleções são ainda testemunhos da fauna de áreas protegidas, de áreas impactadas ou mesmo em via de desaparecimento e, portanto, são a base para pesquisas em biodiversidade, sistemática e evolução... 

Temos ainda uma das mais importantes e maiores coleções entomológicas da América Latina que é a Coleção Entomológica do Instituto Oswaldo Cruz, devido a dimensão de seu acervo, valor científico, histórico e educativo.

Menciona-se ainda sua grande importância para a saúde pública já que muitos dos exemplares lá depositados servem como referência para a identificação de vetores de doenças infecciosas...

Existe também, outra coleção muito importante é a coleção Costa Lima da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro... 

Sabemos também, que Atualmente a Entomologia está basicamente especializada, envolvendo muitas áreas tais como:

A Morfologia; Biologia; Fisiologia; Ecologia; Taxonomia; Sistemática, Resistência de plantas a insetos, Controle biológico, Controle químico, Toxicologia, Apicultura, Comportamento, Entomologia Florestal, Métodos alternativos de controle, Entomologia forense, Entomologia Médica e Veterinária, Urbana e Econômica...

 

A História nos relata:

Desde a antiguidade, o homem já havia adquirido conhecimento sobre os insetos, onde nos monumentos do Egito antigo existiam uma série de pinturas e esculturas  sobre insetos. Dentre os insetos, as abelhas e os escaravelho eram o destaque. Também, os gafanhotos são citados no Antigo Testamento como a décima praga que atingiu o Egito no período da escravidão dos Hebreus. No entanto, como ciência a Entomologia só ganhou frente com Aristóteles (384-322 A.C), que produziu o trabalho mais fiel sobre os insetos daquela época.

... Mas após o Aristóteles, vieram os romanos, que tinham como prioridade as guerras ao invés da ciência... E... posteriormente com a queda do Império Romano - a Inquisição da Idade Média preocupou-se então, em ocultar os conhecimentos científicos, e continuou assim até a Renascença, período histórico da humanidade em que foi representado pela renovação científica, artística e literária, realizada nos séculos XV e XVI.

E nos primeiros momentos, os entomologistas voltaram-se principalmente para a observação dos fatos e a criação de uma classificação. Sendo que a partir do início deste século as pesquisas visam o conhecimento dos grandes fundamentos biológicos, descobertos no século passado...

Aqui no Brasil, o inicio das pesquisas com entomologia, ocorreu no século XX com diversos pesquisadores estrangeiros, sendo que neste século são varias as pesquisas realizadas por centenas de cientistas que se dedicam a entomologia, no que tange à expansão das pesquisas, em special no campo florestal, a entomologia se desenvolveu partindo da implantação dos primeiros reflorestamentos na década de 60,  passando a fazer parte da área de pesquisa florestal denominada Proteção Florestal, que abrange o estudo e a prevenção dos incêndios, doenças e pragas florestais... 

Observamos queaA Entomologia é notável em quase todas as culturas, desde os tempos pré-históricos, em especial após o surgimento da agricultura (onde dirigi-se bastante atenção às pragas, criações de abelhas, etc)... Sabemos que a lista de pesquisadores importantes para a Entomologia na história é extensa, mas dentre os nomes encontram-se Charles Darwin, Vladimir Nabokov, Karl Ritter von Frisch (ganhador do Prêmio Nobel, em 1973), entre outros...

 

Quais as razões para o sucesso dos insetos?

Insetos são os maiores competidores do homem pela hegemonia na terra, historicamente o homem sempre conseguiu o domínio da maioria e  mesmo,  eliminar alguns dos animais terrestres. Entretanto, os insetos de forma agrupada, continuam como a única barreira biótica ao domínio total do homem, de forma que a capacidade adaptativa dos insetos e vastamente conhecida...

Além disso tudo, os insetos ao decorrer dos milênios passaram por várias mudanças que permitem a sua adaptação aos mais variados ambientes, que dentre elas, podem ser destacadas: 

Exoesqueleto, permitindo aos insetos uma grande área de incorporação muscular, facilitando o  controle da evaporação e protegendo os órgãos internos.

Asas funcionais, fornecem aos insetos a capacidade de deslocamento, facilitam a procura de alimentos, facilita a fuga dos inimigos naturais e facilita a dispersão.

Tamanho pequeno, faz com que os insetos necessitem de pouco alimento, facilita a fuga, porém o fato de serem pequenos faz com a superfície total do corpo seja muito maior que o volume, aumentando a evaporação do corpo o que consiste numa desvantagem.

Metamorfose completa, faz com que os insetos passem por várias mudanças, permitindo viver em vários locais diferentes.

Aumento do número de espécies, gera uma grande capacidade de adaptação dos insetos aos mais variados ambientes fazendo com que com que o número de espécies aumente de forma que atualmente ocupam todos os ambientes.

 

A Importância dos Insetos e suas Relações com o Homem:

Sabe-se, que desde o inicio da humanidade, os insetos de alguma forma estiveram interligados com o homem, de forma que pode concluir que a sobrevivência do homem depende da harmonia deste grupo de animais, pois e de conhecimento público que o maior inimigo dos insetos são os próprios insetos...

De forma que, o desequilíbrio de uma parte do sistema formado pelos insetos pode afetar diversos setores da sociedade, como a produção agrícola e florestal, além de provocar uma série de doenças como por exemplo a malária, dentre outras...

 

AS Disciplinas Dentro da Entomologia: 

Alguns entomólogos costumam se especializar numa única ordem de insetos, podendo ser:

- Apiologia e Melitologia - abelhas

- Coleopterologia - escaravelhos e besouros

- Dipterologia - moscas, mosquitos e pernilongos

- Heteropterologia - percevejos e barbeiros

- Lepidopterologia - borboletas e mariposas

- Mirmecologia - formigas

- Odonatologia - libélulas

- Ortopterologia - gafanhotos e grilos...

 

INSETOS:

Classificação Científica

Domínio: Eukaryota

Reino: Animalia

Superfilo: Protostomia

Filo: Arthropoda

Subfilo: Hexapoda

Classe: Insecta (Linnaeus, 1758)

 

Ordens:

-Archaeognatha

-Zygentoma

-Ephemeroptera

-Odonata

-Thysanura

-Plecoptera

-Embioptera

-Orthoptera

-Phasmatodea

-Mantophasmatodea

-Grylloblattodea

-Dermaptera

-Zoraptera

-Isoptera

-Mantodea

-Blattodea

-Hemiptera

-Thysanoptera

-Psocoptera

-Phthiraptera

-Coleoptera

-Neuroptera

-Megaloptera

-Raphidioptera

-Hymenoptera

-Trichoptera

-Lepidoptera

-Mecoptera

-Siphonaptera

-Diptera

-Strepsiptera

 

Subclasse Apterygota

Archaeognatha

Monura - extinta

Thysanura - traça (Br), lepisma (Pt)

Collembola - colêmbolos

Diplura - dipluros

Protura - proturos

Subclasse Pterygota

 

Infraclasse Palaeoptera

Palaeodictyoptera - extinta

Ephemeroptera (efémeras)

Odonata (libelinhas, libélula, donzelinha)

 

Infraclasse Neoptera

Superordem Orthopterodea

Blattodea (baratas)

Mantodea (louva-a-deus)

Isoptera (térmitas ou cupins)

Zoraptera

Grylloblattodea

Dermaptera

Plecoptera

Orthoptera (gafanhotos, grilos, esperanças, paquinhas)

Phasmatodea (bichos-pau, timemas)

Embioptera (embiídeos)

Mantophasmatodea

 

Superordem Hemipterodea

Psocoptera

Phthiraptera (piolhos)

Hemiptera (percevejos, cigarras, cochonilhas, pulgões, filoxeras, moscas-brancas)

Thysanoptera (trips ou tripes)

 

Superordem Endopterygota

Miomoptera - extinta

Megaloptera

Raphidioptera

Neuroptera (formiga-leão)

Coleoptera (besouros, escaravelhos, joaninhas, gorgulhos etc.)

Strepsiptera

Mecoptera (moscas-escorpião)

Siphonaptera (pulgas, bicho-de-pé)

Protodiptera extinta

Diptera (moscas e mosquitos)

Trichoptera

Lepidoptera (borboletas, mariposas)

Hymenoptera (formigas, abelhas, vespas etc.)

 

O papel dos insetos no meio ambiente e na sociedade humana.

Muitos insetos são considerados daninhos porque transmitem doenças (mosquitos, moscas), danificam construções (térmites) ou destroem colheitas (gafanhotos, gorgulhos) e muitos entomologistas economistas ou agrônomos se preocupam com várias formas de lutar contra eles, por vezes usando insecticidas mas, cada vez mais, investigando métodos de biocontrole...  

Apesar de haverem insetos prejudiciais que recebem mais atenção, a maioria das espécies é benéfica para o homem ou para o meio ambiente. Muitos ajudam na polinização das plantas (como as vespas, abelhas e borboletas) e evoluíram em conjunto com elas – a polinização é uma espécie de simbiose que dá às plantas a capacidade de se reproduzirem com mais eficiência, enquanto que os polinizadores ficam com o néctar e pólen. De fato, o declínio das populações de insetos polinizadores constitui um sério problema ambiental e há muitas espécies de insetos que são criados para esse fim perto de campos agrícolas... 

Há alguns insetos que também produzem substâncias úteis para o homem, como o mel, a cera, a laca e a seda. As abelhas e os bichos-da-seda têm sido criados pelo homem há milhares de anos e pode dizer-se que a seda afetou a história da humanidade, através do estabelecimento de relações entre a China e o resto do mundo. Em alguns lugares do mundo, os insetos são usados na alimentação humana, enquanto que noutros são considerados tabu... 

As larvas da mosca doméstica eram usadas para tratar feridas gangrenadas, uma vez que elas apenas consomem carne morta e este tipo de tratamento está a ganhar terreno atualmente em muitos hospitais(mas esses dados necessitam de fontes comprobatórias). 

Além disso, muitos insetos, especialmente os escaravelhos, são detritívoros, alimentando-se de animais e plantas mortas, contribuindo assim para a remineralização dos produtos orgânicos. Também, há escaravelhos que se utilizam de excrementos na alimentação. Ao realizar o transporte e enterrio dos excrementos que se utilizam, acarretam a aceleração do processo de ciclagem dos nutrientes, além de promoverem a remoção e a reentrada de matéria orgânica no solo, consequentemente, melhoram a aeração do solo, tornando-o mais muito mais fértil... 

A maior parte das pessoas não sabe, mas a maior parte dos insetos são insetívoros, ou seja, alimentam-se de outros insetos, ajudando a manter o seu equilíbrio na natureza. 

FONTE: https://pt.wikipedia.org/wiki/Entomologia 

 

➱ Meus e-mails ➱ ddasa@ddasa.com.br  ➱  bill-andersen@msn.com  ➱  ddserv@msn.com 

Call Center SP ➱11 4119-0219/3427-2276 ➱ 96424-9997 tim (What’s App)

➱ GRUPO ASA SAÚDE AMBIENTAL SÃO PAULO ➱ 20 anos!

O QUE É ENTOMOLOGIA? Ciência dos Insertos-Enciclopédia de Pragas Urbanas-by Bill A.